Entrevista exlusiva na CIAFM

Data: 16/02/2013

Participantes:

  • Debora Ribeiro (Locutora)
  • Petrus Romanus Rossi (Pet Shop Quatro Patas)
  • Simone Ziliane (Polícia Civil Do Paraná)

Assuntos discutidos:

  • Dúvidas sobre transmissão de doenças dos animais para os humanos
  • Programa de castração de animais

Por que os cães comem grama

Todo do mundo já viu um cachorro, seja grande ou pequeno, vira lata ou de raça, comendo grama. Há muitas razões para esse tipo de comportamento, mais do que normal, em nossos queridos cães.

Uma das explicações mais interessantes é apresentada pelo Dr. Holly Frisby, médico veterinário, na Carolina do Norte (EUA), do Hospital Veterinário Winston: Os parentes caninos selvagens de nossos cães domésticos, como os lobos, as raposas e os cachorros-do-mato, possuem como parte essencial de sua dieta a captura de animais herbívoros, sendo assim, indiretamente, esses animais selvagens acabam ingerindo muitas gramas e plantas que estavam nos intestinos daqueles herbívoros.

Portanto, cães domésticos podem comer grama e matinhos porque, na realidade, é uma parte normal da dieta deles. Segundo Dr.Frisby, comer grama está na natureza deles.

Ou, simplesmente, nossos amigos cães domésticos estão procurando a mesma nutrição fresca e crua, que era desfrutada por seus antepassados selvagens, saudáveis e fortes. Outra razão, bastante intrigante, é o fato de cachorros comerem grama quando estão correndo e caçando.

Ocorre que na caçada o cachorro come a grama por onde a sua presa passou e, até mesmo urinou (um rato, um coelho, um tatu, uma cotia). Dessa maneira, o cão caçador junta informações através da sensação do cheiro e do gosto do animal a ser procurado e caçado.

E, finalmente, cachorros comem gramas e matinhos quando se sentem com o estômago “enjoado”. A grama age como um irritante do estômago, fazendo o animal vomitar a comida “indesejada” ou o “veneno” ingerido. A grama, também, adiciona fibra à dieta do animal, melhorando o trato intestinal e reduzindo o risco de câncer de intestino.

O mais interessante é que o ato de comer grama faz com que nossos cães, mesmo involuntariamente, consumam um produto muito importante para a saúde: a clorofila. A clorofila inibe o crescimento bacteriano em feridas, combate as infecções de gengiva, de garganta e de úlceras grásticas e inflamações de intestino. É responsável pela renovação de tecidos, promove uma flora intestinal saudável e ativa enzimas para produzir vitaminas A, E e K.

Mas, cuidado, aquela graminha do jardim, do quintal ou da calçada pode estar contaminada com agrotóxicos e poluição, a ingestão desses “verdinhos” pode ser tóxica e, também, o que é muito preocupante, trazer vermes e parasitas para o seu animal.

Mas a tecnologia aliada à natureza tudo pode e tudo providencia.

Há no mercado nacional um produto chamado Graminha Para Cães, para que os nossos amigos possam se abastecer de fibras vegetais e clorofila, sem qualquer tipo de aditivo químico. É um potinho com tampa, dentro há sementes de aveia, milheto e azevém, misturadas a um substrato inerte. Basta abrir o potinho, colocar água e em 6 a 8 dias obter brotos verdes, tenros e nutritivos que eles vão adorar e devorar. É um produto natural, sem agrotóxicos, sem contaminações, livres de vermes. Além de fibras vegetais, os brotos comestíveis são ricos em vitaminas, sais minerais, aminoácidos e micronutrientes.

Bastam algumas folhinhas por dia para a satisfação de nossos amiguinhos.

É saudável e nossos cães agradecem.

Texto retirado de:

http://www.filhosdequatropatas.eliotu.com/porque_os_caes_comem_grama.htm

Fêmeas para adoção – Castradas

 

Amarelinha  é de porte “pequeno”… Popular Orelha… Para os íntimos Lela. O nome Orelha  veio do estado lastimável em que foi encontrada e suas imensas orelhas era um destaque inevitável.  Contato: amigosdepatas@gmail.com – luciannardi@gmail.com  ou  9116-1551(tim) – Sidemar da FM – Simone Ziliane 9913-1162 (tim).

 

“Neguinha”

por Simone Ziliane, em 16/06/2012
No dia acho que 17.05.2012, essa cachorrinha preta, chamada “Neguinha”, foi atingida por barras de ferros que estavam sendo descarregadas de um caminhão de um depósito de materiais de construção. As barras de ferro atingiram as duas patas traseiras da cachorrinha, quebrando os ossos em vários pedaços.Ela passou a se arrastar gritando de dor e foi levada por sua proprietária Maria, residente na Rua Durval M. Leão n. 855, no Conjunto Residêncial Aquiles Cômar, nesta cidade de Cianorte, para a Clínica Veterinária Vitão. O telefone da Maria é 9853-7649 ou 99928-5506.A Dra. Juliana Cavasin tirou raio-x e disse que as fraturas eram muito sérias e que correria o risco de ter que amputar uma das patas e que na outra teria que ser colocado “pino ou placa” não me lembro direito, bem como explicou que ali eles não tinham esse equipamento. Então ela fez o que pode ser feito de medicação para dor uma vez que descobriu-se que além de tudo, a cachorrinha estava “grávida” e prestes a ter seus bebezinhos.

Ficou internada na Clínica Vitão até ganhar seus filhotes que foram quatro, porém apenas três sobreviveram e ela teve seus filhotes de parto normal, mesmo com as perninhas traseiras totalmente quebradas….imaginem a dor…..mas teve todo o atendimento necessário dos veterinários.

Hoje, após contato com um grande amigo meu e maravilhoso veterinário da Clínica Veterinária e Cirúrgica Prontodog, de Maringá, situada na Av. Anchieta n. 556, fone (0**44) 3226-3739, expliquei pra ele o que havia acontecido e que a dona do animal não tinha condição financeira nenhuma pra arcar com as despesas, pelo contrário, ela é mãe de uma filha com paralisia infantil, que viveu numa cadeira de rodas e faleceu há aproximadamente um ano. Maria chorava e perguntava porque até a cachorrinha dela teria que ficar paralítica assim como era sua filha? Sina triste do destino.

O dono de um depósito de construção pagou o tratamento na Clínica Vitão e me deu R$ 50,00 (cinquenta Reais) pra eu abastecer meu carro e levar essa cachorrinha até a Prontodog, hoje, 16.06.2012, às 10h00min, quando o Dr. Carlos Maia Betini disse que iria vê-la, fazer os exames e dar uma resposta sobre o que seria possível fazer….Após tirar dois raio-x digitais, ele e a outra veterinária da clínica examinaram a “Neguinha”, bem como os raios-x e decidiram que amanhã, domingo, 17.06.2012, às 08h00min da manhã iniciarão uma cirurgia nela que se Deus ajudar fará com que ela volte a andar com as duas perninhas, podendo talvez ficar meio “manquinha” da perninha onde os ossos se quebraram mais, porém iriam reforçar tudo com “placas e pinos”, produtos estes que por serem cirúrgicos e pra não darem rejeição são caríssimos….Após a cirurgia, novos raios-x serão feitos e ela passará por um longo tratamento com remédios e repouso, porém amamentando seus três filhotes, que aliás ficaram com ela na clínica.

Uma cirugia deste porte, pra reconstruir duas pernas, ficaria perto de R$ 2.000,00 (dois mil Reais), porém ele fez tudo por R$ 700,00 (setecentos Reais) já incluso até o anestesista e me deu sessenta dias de prazo pra conseguir arrecadar o dinheiro pra cobrir o meu cheque que fiz questão de deixar garantindo o pagamento.

Amanhã, domingo, 17.06.2012, terei que voltar com meu carro para Maringá, ainda não arrecadei doação pro combustível de amanhã, pra buscar a “Neguinha”.

Peço que me ajudem a arrecadar esse dinheiro pra que eu possa cobrir o meu cheque que deixei em garantia pois esse animalzinho não poderia ficar sem esse socorro e a dona dele, que já cuidou de uma filha paraplégica até os quinze anos de idade não merecia relembrar o sofrimento da filha, vendo seu animalzinho de estimação passar pela mesma situação.

Se alguém preferir depositar na minha conta é Banco do Brasil, agência 0618-1, conta corrente 11.206-2, em meu nome Simone Ziliane, porém eu gostaria que me avisassem quem depositou, dia e qual o valor pra que eu possa controlar e assim que atingir os R$700,00 (setessentos Reais) avisarei todo mundo.

Quem quiser visitar a “Neguinha” é só ligar no telefone da proprietária dela e agendar a visita na casa dela, pois se tudo correr bem, amanhã a tarde a “Neguinha” e seus bebês já estarão de volta.

Reparem nas fotos como as pernas dela ficaram como uma “maria mole”, vira pra todos os lados, ou seja, tudo quebrado. Fiz também um vídeo de como ela se arrastava pra andar, mas vou ver se consigo enviar….

Desde já agradeço a todos e conto com ajuda em qualquer valor….

 para ver o vídeo, clique aqui
para ver as fotos, clique aqui

Precisamos de voluntários

Primeiro venho a comunicar o falecimento da mãe da Lucia do canil, Beliza Maria da Silva, moradora na estrada para vidigal. Por causa disto o Canil precisará de voluntários para ajudar no Canil hoje, dia 30 e amanhã dia 31. Quem puder ajudar responder neste email amigosdepatas@gmail.com

Desde já agradecemos a todos…

Animal desaparecido

A cachorrinha se chama Tissa,  tem uma deficiencia na pata direita,
não consegue apoiar a patinha no chão, ela escapou do quintal terça feira da semana passada (27-12-2011 )A família esta desesperada com o sumiço dela.Se alguém encontra-la entre em contato com a Rose 9155 8870 ou Lúcia 9977 2397.